quinta-feira, 14 de abril de 2011

Instantes.



A cada instante, um novo presente, um velho passado, uma incerteza permanente.

Um comentário: